terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

[RESENHA] As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender by Leslye Walton


Título: As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender
Autor: Leslye Walton
Ano: 2014
Páginas: 302p.
Editora: Novo Conceito


  "Gerações da família Roux aprenderam essa lição da maneira mais difícil. Os amores tolos parecem, de fato, ser transmitidos por herança aos membros da família, o que determina um destino ameaçador para os descendentes mais jovens: os gêmeos Ava e Henry Lavender. Henry passou boa parte de sua mocidade sem falar, enquanto Ava que em todos os outros aspectos parece ser uma jovem normal nasceu com asas de pássaro. 
     Tentando compreender sua constituição tão peculiar e, ao mesmo tempo, desejando ardentemente se adaptar aos seus pares, a jovem Ava, aos 16 anos, decide revolver o passado de sua família e se aventura em um mundo muito maior, despreparada para o que ela iria descobrir e ingênua diante dos motivos distorcidos das demais pessoas. Pessoas como Nathaniel Sorrows, que confunde Ava com um anjo e cuja obsessão por ela cresce mais e mais até a noite da celebração do solstício de verão. Nessa noite, os céus se abrem, a chuva e as penas enchem o ar, enquanto a jornada de Ava e a saga de sua família caminham para um desenlace sombrio e emocionante."



      A capa do livro é bonita? É, as folhas são amarelas e a fonte é agradável. A história é bacana? Mais ou menos, mais para menos do que para mais.
Leslye Walton
      O desenvolver da história é bem chatinha, até chegar realmente as aventuras de Ava, a autora passa por toda uma arvore genealógica feminina bem monótona, passando por três gerações da família francesa Roux cada qual com suas peculiaridades e suas aventures e seus aimes.
      Até a página 100 a leitura é bem maçante e avança aos trancos e barrancos, falando sobre as vidas das integrantes da família francesa, os amores não correspondidos, as viagens até a américa, os fantasmas e as baixas que se deram com o tempo. Todavia o clímax foi de se surpreender, os fatos começam a se encaixar e tudo desagua em um único cenário no qual a única coisa que você consegue pensar é MEU DEUS! OQUEQUEESTÁACONTECENDO? AI MEU CORRASSAUM!!1!
      A história fala sobre os amores e suas desventuras, suas particularidades e sua carga genética. As personagens possuem alguns poderes especiais como conseguir ver e conversar com fantasmas, super hiper mega ultra olfato, se transformar em um passarinho e a característica principal de Ava que é ter assas. Acontece poucas coisas no roteiro - AVA LAVENDER MENINA ALADA CONFINADA NO QUINTAL DE CASA – algumas poucas relações sócias, uma fuga para onde os adolescentes normais vão escondidos, festinhas de solstício, etc. A única coisa que me deixou meio contrariado é a forma que a escritora tentou forçar o clima histórico anos 1950/1960 e toda essa forçação de barra não se encaixa muito no comportamento e a forma de agir dos personagens.


      Não foi o melhor livro que já li na minha vida mas não foi o pior, faltou um pouco de tempero nesse caldo, um pouco de dinamismo e menos enrolação. Para quem curte uns romances bem melados, bem sofrido estilo O Morro dos Ventos Uivantes versão 2000 vai gostar bastante desse livro, assim espero.

3 comentários:

  1. Eu acho lindo esse livro principalmente o amor da Viviane.

    ResponderExcluir